Big Bang: o que a criação do mundo tem a nos ensinar sobre a relação entre homem e mulher?

Como matchmaker e consteladora, converso  diariamente com dezenas de pessoas que, mesmo com características maravilhosas, não conseguem encontrar um grande amor. Então percebo: A PESSOA NÃO SABE O QUE QUER!

E você? Sabe perceber qual é a pessoa certa para você? Temos 7 saúdes, ou 7 tipos de energia, 7 moedas de troca, 7 riquezas principais, e dentro destas 7 precisamos compreender onde está a maior riqueza que temos para doar e a maior necessidade que temos de receber. Quando você compreende isso, inicia um bom caminho. Começar a identificar pessoas compatíveis, perceber as mudanças que tem que encarar em si mesmo para  atrair o parceiro/parceira que almeja

Mas os níveis físico, sexual, financeiro, emocional, social, mental e espiritual precisam estar equilibrados. É preciso um ajuste, uma abertura de consciência. Compreender o surgimento do universo ajuda a entender e a firmar esta conexão entre homem e mulher.

Cláudya Toledo Matchmaker big-bang-1 Big Bang: o que a criação do mundo tem a nos ensinar sobre a relação entre homem e mulher? Posts  matchmaker homem e mulher consteladora big bang 7 niveis espirituais

Como tudo começou

Segundo a Kabalah, no início da criação existiam duas forças em harmonia: a luz e o recipiente. O recipiente sentia prazer em receber a luz, enquanto a luz gostava de ser o canal que preenchia o recipiente.

Cada um com a sua missão e sua polaridade. Eles viviam em equilíbrio. A luz doava, o recipiente recebia, digeria, separava e armazenava. Um dia, o recipiente, muito cheio de luz, também quis doar um pouco da energia que tinha armazenado.

Ele não quis mais receber a energia da luz porque achava que tinha muito. A luz não doou mais. E foi aí que as coisas desandaram. As missões individuais deles foram interrompidas e o Big Bang aconteceu.

Houve uma explosão de energia tão exorbitante que o recipiente se quebrou e espalhou luz por todo o espaço. Toda a luz foi derramada pelos cosmos, dando origem ao universo que conhecemos, com planetas, sóis, galáxias e estrelas.

Perceba que enquanto a luz e o recipiente faziam a parte deles entre um e outro apenas, tudo ia bem. O desequilibro começou quando o recipiente acumulou energia além da necessidade.

 

Imitando a criação pelo feminino e pelo masculino

Vamos pegar o exemplo da Kabalah e atualizar para nossa linguagem. Neste caso, o recipiente é o útero. É a representação feminina de receber. A luz é o canal. É a representação masculina de doar.

O pênis é a luz, o bastão de luz do homem,o canal por onde a energia do homem passa para ser recebida e armazenada no útero da mulher. Assim, imitamos o Big Bang orgástico do mundo, trazendo vida para o planeta e sendo deuses e deusas, agentes da criação. Quando a energia entre o casal é muito e se expande, nascem os filhos. Podem ser filhos de carne e osso, mas podem ser projetos, empresas, outros filhos .

 

Mulher recipiente, homem luz

A essência original da mulher é ser recipiente, é receber. Segue a lógica da vida. A mulher tem o útero para receber e acumular energia. Por armazenar esta força ela é também uma distribuidora de energia.

Observe. É a mulher que dá colo e leite para o filho, que dá apoio emocional dentro de casa. Ela eleva a energia de quem não está bem e muito mais. Esse é o jeito saudável de lidar com a energia que possui.

Mas, se assim ela escolher, a mulher pode distribuir energia para fora. Já o homem, como doador da luz, também tem o papel de nutrir de forma contínua e saudável essa mulher. E só podemos doar aquilo que temos, não é mesmo? Como o homem vai doar aquilo que ele não tem?

Cabe ao homem produzir energia, diariamente. Ele pode produzir energia física , ter hábitos saudáveis, praticar atividades físicas, manter uma alimentação equilibrada e outras coisas que lhe façam se sentir bem, o que vai influenciar positivamente na sua mulher. Ou pode doar energia financeira, sustento, proteção, direção mental. O homem perto da mulher se equilibra e doa o equilíbrio também. A mulher é um ser em constante mudança e o homem já é mais previsível. Juntos, conseguem empreender um novo caminho com grandes ganhos para os dois.

Nutrir de forma positiva é ser carinhoso com a mulher, fazer elogios sinceros, ser compreensivo, bem humorado. É preciso cuidar da mulher, agradá-la com presentinhos de vez em quando, com carinhos físicos, fazer coisas que ela gosta de fazer.

Quando o homem faz essa oferta de energia positiva, fica muito mais fácil para a mulher organizar o que recebe e distribuir da melhor forma possível e também de forma mais saudável.

A harmonia do casal acontece desta forma. O homem doa e a mulher armazena e distribui o que recebe. Quando o homem se aproxima da mulher para o sexo e percebe que não há vontade dela para isso, pode entender  que ali está  um recipiente vazio. Entender que para doar, a mulher precisa estar “sobrando”, ter ganho mais energia do que utiliza. A mulher para se doar precisa estar no lucro. O homem entra na relação para mergulhar no útero de energia e tomar e a mulher, para aceitar o intercurso sexual tem que estar transbordando. Esta é a diferença do estado pré relação sexual entre homens e mulheres. A mulher quer o sexo depois do jantar, do papo, da dança e do romance . O homem quer o sexo de manhã, para ter força para encarar o dia.

Arrumar isso é importante. É necessário compreender para arrumar. Ou seja, se você não ficou conversando, romanceando, agradando à noite e enchendo o recipiente de sua mulher, pode ser que não tenha a transa da manhã, pois não há energia, o recipiente está vazio!

Se o homem adota a prática de “só um pouquinho”, “depois a gente se ama”, “vamos dar uma rapidinha”, o que acontece? A mulher dificilmente nega, mas doa a sua energia vital. A energia vital é aquela que ela precisa para viver. Com o passar do tempo, a mulher adoece e o homem passa a ser a sua doença. Ela começa a ter o objetivo de não transar mais e isto é inconsciente, pois vem do instinto de sobrevivência. Ela não quer se relacionar com alguém que tire e não dê nada.

Por isso se explica homens apaixonados que dão grandes presentes para suas esposas como carros, jóias e imóveis. Uma doação gigante para o recipiente vai deixa-lo muito cheio por mais tempo.E o homem pode desfrutar desta luz armazenada!

Que tipo de energia circula entre vocês?

Veja que a energia que circula entre homem e mulher é essencial para a relação que eles constroem. Por isso, é preciso descobrir o quão saudável ela é. Que tipo de energia o homem está doando para a sua mulher?

E você, mulher, que tipo de energia tem se permitido receber e de que forma está lidando com ela? Você está sabendo transformar a energia que recebe ou a transmite da mesma forma que recebeu? Isso também é importante. Por exemplo, você recebe uma acusação, fica com a energia negativa . Você encontra com a sua esposa e despeja nela a dor daquele momento ou consegue modular a energia, fazer passar a dor e então poder falar com a pessoa que ama em outro estado de consciência?

A maioria das mulheres sente falta de mais carinho durante a relação sexual. Elas não querem só o sexo em si. Elas querem agrados, elogios, abraços. Elas querem mais cuidado por parte do homem. Se não, a relação fica incompleta.

Quando o homem canaliza e doa amor, carinho, respeito e cooperação durante os momentos juntos, ele vai esculpindo seu recipiente de um jeito divino, deixando a mulher muito mais linda e feliz. E a mulher também precisa aprender a cuidar do relacionamento e do homem e oferecer toda a sua criatividade em prol da relação.

Agora, imagine uma mulher que vive há anos com um homem que só lhe oferece estresse, xingamentos, palavrões, ofensas, desconfianças, brigas e mais brigas? Que tipo de energia será armazenado em seu recipiente?

Por isso, a mulher também deve ser responsável pela energia que se permite receber.

E você, como está a sua relação? Que tipo de energia você está doando ou permitindo entrar em você? Você está acompanhado ou sozinho?

Se você busca um relacionamento de excelência, venha compreender como encontrar a pessoa certa para você. Estamos iniciando as vendas do Workshop Cara Metade, um fim de semana de construção de relacionamentos nos 7 níveis. Muita gente já encontrou seu par neste evento, pode ser a sua hora! Homens e mulheres devem aprender a cultivar o amor e não a dor.

Venha curtir um fim de semana no meio de gente que se aprimora, que busca evolução e está livre para viver um novo amor!

Você merece encontrar a pessoa certa para você!

Acesse: Workshop Cara Metade

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorA primavera nos relacionamentos
Próximo artigoO verão nos relacionamentos
É empresária, palestrante, terapeuta, autora de livros e uma das maiores especialistas em relacionamentos do Brasil, com cerca de 30 anos de experiência na área. Formada em Comunicação Social pela PUC de Campinas e em Artes Cênicas pelo Conservatório Carlos Gomes, da mesma cidade, antes de abrir sua empresa de matchmaker atuou como assessora de comunicação de grandes multinacionais e fez carreira como modelo na Europa.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here