Deusa Hera

HERA

De um tempo anterior aos gregos na antiga Grécia, vem até nós a Deusa Hera. Essa importante deusa, era a filha mais velha dos Titãs Reia e Cronos, uma dos 12 deuses olímpicos e irmã e esposa de Zeus.
Na Ilíada, de Homero, ela se declara a Zeus: “Eu sou a filha de Cronos , e sou honrada não apenas por este motivo, mas também porque sou sua esposa e você, meu irmão, é o rei dos deuses”
Seu culto é anterior aos helênicos, pesquisas reportam que sua adoração e sua história vem de períodos que remontam a civilizações anteriores, notadamente matriarcais, e que sua posterior vinculação como Deusa do matrimônio e da maternidade foi uma forma da sociedade patriarcal grega posterior, dominar e controlar o culto à Deusa Hera dentro dos modelos dessa sociedade.
Inúmeras Deusas, como mostramos em posts anteriores, tiveram seus atributos de poder suprimidos nas novas relações com outros povos e culturas, sendo, aos poucos suprimidas ou relegadas à cultos de maternidade. Com a Deusa Hera não foi diferente.
Essa antiga Deusa, cujos cultos remetem a cerca de 3 mil anos antes de Cristo. Sua importância não somente local e regional, mas em importantes locais da antiguidade pode ser medido pelo seu culto na região de Samos na Grécia, onde escavações encontraram revelaram oferendas votivas, muitas delas do final dos séculos VIII e VII aC, que mostram que Hera não era apenas uma deusa grega local do Egeu como demonstram as figuras e outras oferendas votivas vindas da Armênia, Babilônia, Irã, Assíria Egito, testemunho da reputação dessa Deusa no mundo antigo.
Deusa Hera é representada junto com animais como Pavão (que normalmente aparecem puxando sua carruagem), o pássaro Cuco e vacas. Em tempos arcaicos seu culto teria se associada com a criação de gado bovino.
É conhecida como uma deusa matronal e também poderosa por ser vingativa e rancorosa, em especial com relação ao seu papel como esposa de Zeus.
Nossa representante de Hera na egrégora Deusas Divinas é a
@isa_campos15

Deixe uma resposta