Sua jornada.

Claudya Toledo é uma comunicadora , consteladora, terapeuta sistêmica e autoridade líder em relacionamentos e matchmaker, autora de 4 obras leves , divertidas e inspiradoras sobre comportamento e sexualidade.

Através de suas aparições na mídia, palestras, workshops e livros, ela divulga o amor e as ferramentas para se relacionar bem consigo mesmo e com os outros, mostrando muitas maneiras de se curar física, emocional e espiritualmente. Iniciou no teatro aos 6 anos , fez carreira na tv, passarela e publicidade no Brasil , se tornando manequim de alta costura na Europa aos 21 anos.

Sensitiva desde cedo, a vida de Cláudya sempre foi de procura espiritual e religiosa, disciplina espartana com a dieta alimentar, a alma e o corpo. Manifestando seu lado sensitivo e sua liderança desde cedo, manifestou fortes alergias após o divórcio de seus pais aos 13 anos, ficou conhecida entre as modelos por comer apenas alface e bananas, com medo de acordar empipocada e perder trabalhos.

Viveu o pânico das modelos de acordar com a “bendita alergia ” e não conseguir se mostrar. Com a alergia de medicamentos comprovada, se tornou estudiosa ferrenha de nutrição, saúde , antroposofia, sexualidade curativa, medicina chinesa, sistêmica e energética e psicologia aplicada em resultados. Mais tarde, com o acesso a medicina integrativa, Cláudya mudou sua vida com o diagnóstico de intolerância ao glúten.

Combinando a medicina da água, da dieta, dos ritos tibetanos, dos sucos vivos, da homeopatia, da medicina sistêmica e energética, juntamente com transmeditação dinâmica, xamanismo, cromoterapia, PNL e Constelações Sistêmicas, ela se cura e mantém os participantes de suas vivências numa imersão de saúde vibracional, êxtase e alegria.

Os frequentadores são unânimes em relatar as experiências vividas em seus workshops como transcendentes, transformadoras, eletrizantes e mágicas.

Como escritora, Cláudya entrelaça a vontade de explorar o desconhecido com dicas e ideias claras que qualquer leitor pode usar e entender. É autora de quatro livros: Manual do amor, Sexo e segredos dos casais felizes e Eles são simples, elas são complexas (Editora Alaúde) e Manual da Cara Metade (Editora Globo), além de ser referência para a imprensa no tema relacionamentos, tendo participado de mais de 1.500 matérias de midia impressa e de cerca de 300 programas de TV ao longo de sua carreira. A mídia lhe dá o lugar de “a maior cupido do Brasil” .

SOLICITE UM ATENDIMENTO

Livros de Claudya Toledo.

Biblioteca

Confira e compre qualquer uma das edições de CLaudya Toledo.

IR PARA LOJA

TEMAS ABORDADOS NAS PALESTRAS

A mulher entrou e ocupou definitivamente o mundo profissional, e hoje está em todo o mercado de trabalho. Nessa conquista de uma arena historicamente masculina, ela precisou vestir a armadura e empunhar as armas desse campo de batalha: ficou mais racional, prática, urbana, competidora, fria, analítica e metódica, e com sucesso obteve poder financeiro, status e prestígio. No entanto, seus aspectos mais femininos foram relegados a segundo plano: o lado sensível, colaborativo, agregador, ligado à natureza, caloroso, afetuoso, empático, delicado e criativo, muitas vezes vistos nesse ambiente patriarcal até como frágeis e vulneráveis (também para os homens), que por isso mesmo não foram cultivados e valorizados com tanto empenho. Porém, nos campos dos relacionamentos e da família, tudo isso faz falta. Mas como ser profissional competente, assumindo inúmeras funções sem perder as características femininas? E como ser bem-sucedida também nas relações amorosas e familiares? A resposta é ser uma mulher Deusa.

As diferenças de comportamento, pensamento e sentimento entre homens e mulheres são muito marcantes. Saber lidar bem com isso é uma arte que faz com que os relacionamentos fluam sem desencontros. No mundo de hoje, em que o papel da mulher na sociedade é muito diferente daquele de um passado recente, tudo precisa se adaptar. Como encontrar e manter um(a) companheiro(a) com quem compartilhar uma vida feliz? Como se relacionar com o homem/mulher dos tempos atuais, de forma inteira, intensa e gratificante?

As pesquisas mostram que a falta de sintonia e de prazer no sexo é um dos aspectos que mais sabotam os relacionamentos. Para manter a chama sempre acesa, espantando a rotina e reacendendo o desejo e a paixão, e conseguir uma vida sexual prazerosa e saudável, é preciso investir na relação. A verdade é que o bom entendimento sexual começa muito antes de se chegar à cama, com atitudes que aumentam a sintonia do casal, permitem redescobrir o parceiro, manter o interesse e a energia em alta, e fazer da vida a dois uma aventura empolgante e cheia de prazer.

Como se comportar no primeiro encontro? Como evitar o sabotador interno? O que dizer na hora H para tudo dar certo? Estas e outras atitudes essenciais para a conquista e o namoro são assuntos dessa palestra, que ensina a esquentar o casamento e a não descuidar dos detalhes que tornam a união feliz e duradoura. Truques de paquera, conselhos de conduta, esclarecimentos sobre as diferenças entre os sexos e dicas preciosas para manter um relacionamento, além de casos inspiradores de encontros reais dão um verdadeiro mapa do comportamento humano para ajudar as pessoas a navegarem na onda amorosa, encontrarem sua cara-metade e serem mais felizes.

notÍCIAS DA CLAUDYA TOLEDO

SIGA A CLAUDYA NO INSTAGRAM

“Memento mori” é uma expressão em latim que significa “lembre-se da morte”, ou “lembre-se que irá morrer”. Na Roma antiga, quando um general romano retornava de uma guerra vitoriosa, era recebido com uma grande celebração na cidade. Enquanto desfilava pelas ruas, aclamado pelo povo, um escravo vinha atrás lhe sussurando ao ouvido: “Memento Mori” - lembrando-lhe que, apesar de todo o triunfo daquele momento, de todas as conquistas e glórias e de toda a admiração alheia, ele era tão humano quanto todos aqueles que lhe exaltavam, e que, como eles, um dia iria morrer.

A expressão, posteriormente, tornou-se um conceito fundamental da filosofia estóica, cujo um dos maiores expoentes, o  imperador Marcus Aurelius, escreveu: “Você pode deixar a vida agora. Deixe isso determinar tudo o que você faz, diz e pensa”. Apesar de, num primeiro momento, a expressão transmitir a sensação de depressão ou impotência, é na verdade um instrumento que pode nos fazer viver uma vida desperta e realizadora.

Deusa Hela é este chamado que alimenta a vida fazendo lembrar da finitude da vida nos estimula a vivê-la mais intensamente e aproveitá-la a cada instante. Ao mesmo tempo,  desperta-nos o instinto de viver segundo bons princípios, valores e virtudes - estes sim, imortais - deixando assim nosso legado positivo no mundo que um dia existirá sem nós. Paradoxalmente, também nos faz viver uma vida mais leve e livre de preocupações - afinal, se nós próprios  iremos um dia retornar às cinzas, nenhum problema é tão grande que um dia também não passará

Celebre com a Deusa Hela e viva o seu presente! Esteja próximo de quem ama. Não se preocupe com que os outros falam. Não ambicione ganhar mais dinheiro do que pode gastar. Leve-se menos a sério. Alimente-se da beleza das virtudes.

Ao invés de tornar a vida sem sentido e incerta , a certeza da morte acorda você para estar em seu lugar, viva! 
Você está viva e certa, segura e confiante que um dia irá morrer! Aproveite seu minuto! 
MEMENTO VIVERE
MEMENTO MORI
#deusasdivinas #codigosrelacionais #lumina #sagradofeminino #saudeemocional #saudeebemestar #espiritualidade
“Memento mori” é uma expressão em latim que significa “lembre-se da morte”, ou “lembre-se que irá morrer”. Na Roma antiga, quando um general romano retornava de uma guerra vitoriosa, era recebido com uma grande celebração na cidade. Enquanto desfilava pelas ruas, aclamado pelo povo, um escravo vinha atrás lhe sussurando ao ouvido: “Memento Mori” - lembrando-lhe que, apesar de todo o triunfo daquele momento, de todas as conquistas e glórias e de toda a admiração alheia, ele era tão humano quanto todos aqueles que lhe exaltavam, e que, como eles, um dia iria morrer. A expressão, posteriormente, tornou-se um conceito fundamental da filosofia estóica, cujo um dos maiores expoentes, o imperador Marcus Aurelius, escreveu: “Você pode deixar a vida agora. Deixe isso determinar tudo o que você faz, diz e pensa”. Apesar de, num primeiro momento, a expressão transmitir a sensação de depressão ou impotência, é na verdade um instrumento que pode nos fazer viver uma vida desperta e realizadora. Deusa Hela é este chamado que alimenta a vida fazendo lembrar da finitude da vida nos estimula a vivê-la mais intensamente e aproveitá-la a cada instante. Ao mesmo tempo, desperta-nos o instinto de viver segundo bons princípios, valores e virtudes - estes sim, imortais - deixando assim nosso legado positivo no mundo que um dia existirá sem nós. Paradoxalmente, também nos faz viver uma vida mais leve e livre de preocupações - afinal, se nós próprios iremos um dia retornar às cinzas, nenhum problema é tão grande que um dia também não passará Celebre com a Deusa Hela e viva o seu presente! Esteja próximo de quem ama. Não se preocupe com que os outros falam. Não ambicione ganhar mais dinheiro do que pode gastar. Leve-se menos a sério. Alimente-se da beleza das virtudes. Ao invés de tornar a vida sem sentido e incerta , a certeza da morte acorda você para estar em seu lugar, viva! Você está viva e certa, segura e confiante que um dia irá morrer! Aproveite seu minuto! MEMENTO VIVERE MEMENTO MORI #deusasdivinas #codigosrelacionais #lumina #sagradofeminino #saudeemocional #saudeebemestar #espiritualidade