Pandemia histórica

Pandemia histórica
Pandemia histórica

Pandemia histórica – O Papa Gregório (sec. XIII) lançou uma bula papal em que condenava os hereges de uma região da Alemanha que praticavam
um culto que aos olhos da igreja era satânico e envolvia gatos.

Embora o Papa não tenha dito matem os gatos, a citação dos felinos, em plena idade média e no clima duro da inquisição, levou a um medo que a simples presença dos felinos na casa bastava para atrair a atenção da inquisição e o risco de morte na fogueira para mulheres “ bruxas” .. Como consequência deste medo, os gatos foram sendo mortos, perseguidos, e se tornaram poucos.

Menos de 200 anos depois chega à Europa a peste negra ou peste bubônica que se proliferava através das pulgas dos ratos que sem gatos se proliferaram e infestaram as cidades europeias. Assim podemos ver a consequência da supressão dos gatos.

Estes Gatos estavam associados a cultos das deusas celtas Ceridwen e Freya. Além de Bastet no Egito.

Os rituais para Freya foram sendo apagados da história pelo cristianismo que não permitia essas manifestações do #sagradofeminino e da presença do gato como animal ritual de poder.

Mesmo que não quisesse criminalizar e perseguir os gatos, o ato do Papa teve força de suprimir os cultos às deusas que tinham nesse animal de poder seu apoio espiritual. Deusas perseguidas. Mulheres perseguidas. Animais perseguidos e estigmatizados nas suas relações com os seres humanos.

E agora a história se repete, durante 40 anos as mulheres estão sendo mortas na China e no mundo inteiro por ignorância mundial, torpor sexual ou doenças psiquiátricas. Vamos acordar? As deusas estão voltando… Mulheres fortes e conscientes!

@claudyatoledooficial

#deusasdivinas

#lumina

#sagradofeminino

#espiritualidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.