O Campo quântico e o espaço tempo

O Campo quântico e o espaço tempo
Por vezes nos pegamos pensando em alguém e é como se estivéssemos vendo o que essa pessoa está fazendo naquele instante. No que está pensando, seus gestos vem a nossa mente, e mesmo que nosso racional não queira permitir nós de alguma forma estamos conectados com essa pessoa e seus sentimentos e sentidos.
Isso não é magia, feitiçaria ou encantos. Isso é parte do que é o mundo energético em que vivemos, de seus campos de energia que não se alinham com o pensamento cartesiano de espaço/tempo como duas linhas que quando se cruzam é o presente, e quando se afastam o passado e o futuro.
Mário Quintana tem uma frase muito interessante que já desloca essa lógica cartesiana. Com seu pensamento poético ele diz: O passado não reconhece o seu lugar: está sempre presente…

Podemos extrapolar esse pensamento e dizer que se o passado sempre está presente, como saudade, memória, lembrança, exemplo ou mesmo como um monte de fantasmas sistêmicos que se alojam em nosso espirito; o futuro também está presente como possibilidade e desejo, como sonho e meta de transformação e conquistas.

Portanto mesmo que nós nos apeguemos a essa lógica de que o tempo é um caminhante que nunca para ou dá trégua e que vivamos apenas o que chamamos “presente”, ainda assim somos, na prática uma energia que transcende esses padrões de pensamento e nos ligamos com relações do que chamamos passado e futuro e nos influenciamos disso, e nos alimentamos disso.

Será que o tempo existe?
Para Albert EinsteinA distinção entre passado, presente e futuro é só uma ilusão, ainda que persistente”. Ele ainda afirm
a que Tempo e espaço são a mesma coisa. O tempo nada mais seria que um lugar no espaço.
Esse conceito pode parecer perturbador para nossa mente. 
Então estamos num “agora” no “Lugar tempo”. Num espaço em constante movimento onde tudo está misturado. Somos o antepassado que abriu caminho em nossa linhagem e nos encontrou no “em nosso instante” e nós somos o que ainda não sabemos de nossa linhagem que virá a nos suceder e ao mesmo tempo se misturar conosco, com as pessoas de linhagens anteriores num amalgama de energias densas e sutis.
O campo quântico é em parte esse espaço do “Não tempo” em que estamos caminhando lado a lado com o que chamamos de passado, presente e futuro. E sim, podemos interagir com eles em igual sintonia.
Quando no processo da Constelação Sistêmica, “ouvimos” e “sentimos” o que os ancestrais do constelado falam e sentem, estamos quebrando aquela lógica linear e cartesiana do tempo (Passado-Presente-Futuro) e estamos vivenciando a lógica quântica do espaço e suas interações energéticas, as vias condutoras sistêmicas que fazem o Akasha da humanidade.
Ao experimentarmos essa energia, é como se ganhássemos desses personagens um bônus de vida no aprendizado dos desembaraços dos emaranhados sistêmicos, presentes no campo quântico onde vemos abrir cada história todas as segundas e quintas-feiras nas sessões de Constelação. Olhamos para nós . 
Mesmo fora das constelações isso se apresenta no dia a dia, no cotidiano quando nos permitimos sentir as ondas sutis e densas que emanam dentro desse campo e através das pessoas com quem interagimos e, consequentemente, com as energias do que chamamos passado e futuro. Duas linhas de expansão do espaço da consciência humana.

Quer saber mais? Entre no link abaixo e venha conhecer as constelações sistêmicas e o que elas podem fazer por você.

https://claudyatoledo.com.br/constelacao-familiar-sistemica-pv/

2 thoughts on “O Campo quântico e o espaço tempo

    • Claudya Toledo says:

      Seja bem vindo Artur. Respeitamos sua opinião. Tenho certeza que você compreende que existem muitas visões diferentes sobre, até mesmo a espiritualidade. Certamente o olhar amoroso para à diversidade de opiniões tem que ser respeitado. Agradeço sua participação.

Deixe uma resposta