Por que os casamentos estão durando tão pouco?

0
240

Você já deve ter percebido que muitos casais passam pouquíssimo tempo juntos depois de casados. No mundo dos famosos por conta das viagens e compromissos isso é bastante comum, mas não é só neste meio que esta situação acontece.

Segundo o IBGE, a média de duração dos casamentos é de 10 anos aqui no Brasil. Muito pouco para quem começa uma relação com diversos planos e muitas juras de amor.

Mas, por que será que isso acontece? E o que fazer para que o casamento seja bem vivido, dure bastante e, o melhor, seja repleto de amor? Vou falar um pouco mais sobre este assunto agora.

 

A importância do sexo no casamento

Um casamento que dura cerca de 10 anos já deu sinal de desgaste bem antes e, provavelmente, o sexo foi a parte mais afetada. Depois de sete anos a convivência sexual do casal pode começar a cair.

Se a dupla não reinventar o cardápio sexual, o negócio não evolui. Este é um fator muito importante que tem acarretado os gigantescos índices de separação e divide o palco do litígio com o dinheiro. Sexo e dinheiro unem ou separam em 99% dos casos.

Imaginamos muitas vezes que os casais casados têm uma vida sexual mirabolante, ótima e superativa; porém, na maioria das relações, não é o que acontece.

Casamento e sexo são como as empresas. É preciso atualização permanente para permanecer em alta.

Infelizmente, o que acontece é que a conduta e a forma de conduzir o casamento ficam ultrapassadas e as pessoas só vão se dar conta disso quando não conseguem mais nem olhar para a cara do parceiro.

É preciso encontrar novas maneiras de se descobrir, de reativar a energia sexual logo no começo, quando os primeiros sinais começam a surgir. Deixar para depois pode ser tarde demais.

 

Mulher independente, mas nem tanto

Esta é uma dica para as mulheres donas de si, independentes. Quando estiver acompanhada, deixe que as situações que exijam iniciativa, decisão e poder sejam administradas pelo homem.

Por mais independente que você seja, deixe que ele mostre a sua virilidade e potência. Dê a ele o comando de determinada situação. Com o seu jeito flexível, vá contornando a situação e dando a sua opinião.

O homem é diretivo, tem foco, faz uma coisa de cada vez. Já a mulher tem visão lateral, é gerencial. Enquanto ele estiver olhando para frente, você pode perceber o movimento lateral. Assim, vocês se complementam.

Este é o caminho para uma relação duradoura. A complementaridade deve acontecer. E este poder está em suas mãos.

 

Qual o segredo dos casamentos que dão certo?

Ainda existem muitos casamentos maravilhosos. Uns mantêm a fórmula do passado e outros já estão atualizados. O mais importante é que o seu tenha a cara de vocês dois .E isso é uma conquista de negociação e adequação conjunta .

Percebo que, nos tempos atuais, os casamentos só dão certo quando o casal se relaciona de forma aberta e livre, podendo entrar em uma DR sem culpas, dar sua opinião com facilidade, sem medos e confiantes de estar juntos na jornada da vida.

Para o casamento fluir é preciso nutrir o nível de crescimento mútuo e a possibilidade de realizar sua missão individual, estando cúmplices e juntos. Este deve ser o objetivo central. Do contrário, o negócio pode desandar.

O casamento deve abrir a energia e a vida dos dois. E isso vale também para o sexo, claro. O sexo é essencial no casamento. Faça o que for necessário para resgatar a sexualidade da sua relação.

Cuide de si mesma, da sua aparência, do seu amor próprio e continue atraindo a atenção do seu companheiro. Seja admirada e desejada por ele e faça questão de reconhece-lo e aprová-lo.Enquanto houver amor, atração e um bom papo, o casamento continua.

É preciso perceber que, ao longo dos anos, as pessoas mudam individualmente e a relação precisa acompanhar as mudanças de cada um, sem disputas, mas com muito amor e energia. A sexualidade deve acompanhar estas mudanças dos corpos e da mente mas sempre poderá ocorrer de forma saudável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here