Concessão A2Encontros, uma espécie de franquia lucrativa!

Amadas e amados, vocês viram a matéria que saiu na Folha  sobre a concessão da A2Encontros?

Quero agradecer a jornalista Camila Mendonça pelo texto honesto, claro e objetivo, gostei muito e você meu leitor pode conferir abaixo, a matéria está na íntegra. A matéria mostra claramente que somos uma agência real e não apenas um site. Esta diferença de um serviço seguro, com pessoas reais e certificadas em suas identidades, um serviço VIP para a classe A e B e C+. Tenho recebido comentários e perguntas também sobre a diferença entre franquia e concessão e esclareço que é o formato em alguns aspectos jurídicos que muda o nome do contrato, apenas isso.

O fato é que já estamos com a unidade de Curitiba e Santos neste formato e em breve estaremos inaugurando outras, pois o negócio é comprovadamente apaixonante e lucrativo em 6 unidades. Aportamos 20 anos de experiência para o novo concessionário que começa com um maravilhoso cadastro elitizado para se conectar. Realmente estamos num momento de ouro e crescimento. Um momento onde o investimento em bons profissionais e o serviço diário estão sendo reconhecidos pelo mercado e pela mídia continuadamente. Estamos com ótimos clientes nos procurando em vários estados e por isso estamos agora formatados para a expansão.

Ontem um reporter me perguntou quando foi que eu vi que no mercado  existia a necessidade de um serviço como o da A2Encontros. Eu respondi a ele que há 20 anos atrás eu não vi se tinham pessoas precisando do nosso negócio  e sim que  eu senti  que esta era a minha missão e que eu ia realizá-la, ia unir as pessoas e pronto! Comecei por mim, porém quando morei na Europa vi este mercado de forma bela e rentável em empresas de primeiro mundo. Lógico que temos estudo, afinal somos os únicos certificados com o selo do instituto internacional, uma espécie de ISO da nossa área.

Nós  somos um negócio que nasceu de uma missão, uma teimosia minha talvez, uma vontade de vencer e fazer o bem, abrir os corações e publicitar o amor e a espiritualidade, pois a espiritualidade e o amor é o que nos engrandece alma! Namastê!

Busca pelo par ideal impulsiona agências de encontros

CAMILA MENDONÇA
DE SÃO PAULO

“Está cada vez mais difícil encontrar alguém para ter um relacionamento sério.” A afirmação é da empresária Fabiana Dian Ferreira, 34, que viu na solidão um negócio rentável.

Há três meses, Ferreira abriu, em Curitiba (PR), a primeira concessão (espécie de franquia) da A2Encontros, empresa de relacionamento que tem no Brasil 78 mil solitários cadastrados em busca do par perfeito.

“As pessoas que nos procuram são independentes e escoladas, se preocuparam com a carreira e com o lado financeiro, mas esqueceram o lado emocional”, afirma a empreendedora.

Ao contrário de muitas agências de encontro, que funcionam apenas pela internet, a empresa tem unidades físicas. Hoje, a A2Encontros conta com unidades em São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Curitiba, Belo Horizonte e Santos.

O investimento inicial de uma concessão varia de acordo com o local. Os royalties começam a ser pagos após três anos e são de 20% sobre o faturamento, segundo Cláudya Toledo, dona da marca.

Em Curitiba, exemplifica Toledo, o investimento inicial sem ponto comercial é de R$ 360 mil e o faturamento mínimo, de R$ 50 mil por mês. O empresário recebe treinamentos, manuais e consultoria especializada.

Para encontrar um par pela agência, o cliente desembolsa de R$ 1.000 a R$ 18 mil, dependendo da avaliação do perfil, feita com psicólogos no local. Os pacotes incluem workshops e encontros marcados na agência.

A eHarmony, empresa de relacionamentos norte-americana, que chegou ao Brasil em agosto do ano passado, é totalmente on-line e não tem planos de expandir a marca por meio de concessões, afirma Stanlei Bellan, diretor-geral da empresa no Brasil.

Contudo, ele vê espaço para o mercado de relacionamento crescer. No país, a empresa conta com 400 mil cadastrados.

“O negócio da eHarmony é focado em encontrar pessoas que sejam compatíveis. A compatibilidade é a meta da empresa”, afirma Bellan.

Segundo o executivo, o número de assinantes no país cresce em torno de 10% ao mês e o faturamento acompanha esse aumento. “O negócio é rentável”, diz.

Se você quiser conhecer melhor o negócio , entre em contato conosco, a A2Encontros terá o maior prazer em conhecê-la(o)!

http://www.a2encontros.com.br/concessao-a2.asp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Enviar uma mensagem
Olá
Podemos ajudá-lo?