Afrodite

 

Deusas Divinbas - Afrodite
Afrodite

Da Grécia antiga (século V a.C. até nossos dias), nascida de uma influência feminina muito anterior, vem até nós uma das deusas muito icônica: Deusa Afrodite. Deusa do amor, beleza e sexualidade ela tem como símbolos: Golfinho, rosa, concha de vieira, murta, pomba, pardal, cinto, espelho, pérola e o cisne.

O culto a Afrodite está relacionado com o da deusa fenícia Astarte, um cognato da deusa semita oriental Ishtar, cujo culto foi baseado no culto sumério de Inanna. Os principais centros de culto de Afrodite eram Cythera, Chipre, Corinto e Atenas.

Seu festival principal era o Aphrodisia, que era comemorado anualmente no meio do verão. Em Laconia, Afrodite era adorada como uma deusa guerreira.

Os romanos antigos identificaram Afrodite com sua Deusa Vênus, que era originalmente uma deusa da fertilidade agrícola, vegetação e primavera.

Segundo o historiador romano Livy, Afrodite e Vênus foram oficialmente identificadas no século III a.C. quando o culto a Vênus Erycina foi introduzido em Roma a partir do santuário grego de Afrodite no Monte Eryx, na Sicília.

Depois disso, os romanos adotaram a iconografia e os mitos de Afrodite e os aplicaram a Vênus.

A Deusa Afrodite permeia, assimila e é assimilada por muitas outras Deusas, num movimento sincrético que era comum na antiguidade e que tinha seu sentido antes de haver uma distorção desse significado e simbologia pelos regimes patriarcais.

Este movimento de fusão e cooptação de poderes e talentos entre as deusas se dava no passado histórico e é hoje verdade através das vivências compartilhadas.

O princípio feminino se mistura, é cooperativo.

Representada e honrada por Glauce Ferracin @glauceferracin

@claudyatoledooficial

#sagradofeminino

#deusasdivinas

#deusashindus

#femininosagrado

#empoderamentofeminino

#lumina

#espiritualidade